Trabalho duro e otimismo nunca mataram ninguém, muito pelo contrário

Vivemos um mês de maio atípico e com uma velocidade nos últimos quinze dias de assustar até os mais corajosos:

Dezembro é o oficial, mas Abril foi o mês da reparação

À primeira vista parece um contrassenso, mas a verdade é que nunca o mercado de reparação esteve em tanta evidência quanto no mês de abril de 2016, acompanhe esta cronologia.

Estado mínimo é igual a Empreendedorismo máximo

Lembro que na olimpíada de Moscou (1980) comecei a tomar contato com as palavras comunismo e socialismo e na tentativa de explicar algo tão complexo para uma criança e em tempos ainda turbulentos (a Anistia – ampla, geral e irrestrita – acabara de ser aprovada), meus pais me disseram que lá na União Soviética tudo era de todos e que todos tinham as mesmas coisas: roupas, bicicletas, casas, etc.

Harmonia entre dimensões

por Cassio Hervé

Quer que 2016 seja melhor do que 2015? Então não se iluda, trabalhe!

Todo final de ano é a mesma história: retrospectiva do ano que termina na televisão, lembramos de fatos que gostaríamos de esquecer e tomamos conhecimento de acontecimentos que sequer passaram pelo nosso radar e que, no fundo, não melhoraram nem pioraram a nossa situação geral

Como você vai se lembrar de 2015: com boas ou más recordações?

Que tal começar 2016 com um novo posicionamento?

Nossos 15 minutos de fama!

Atuamos no aftermarket automotivo... pós-venda... mercado de reposição... mercado de reparação... conserto de carros e assim vai...

Se não podem ajudar, que não atrapalhem!

O Brasil tem uma longa tradição política de meses de agosto tenebrosos (Getúlio, Jânio, Juscelino, Eduardo Campos, etc.) e esperava-se que agosto de 2015 viesse somar fatos a este enorme histórico de calamidades, mas como dizem os jovens: “só que não”

Se não podem ajudar, que não atrapalhem!

O Brasil tem uma longa tradição política de meses de agosto tenebrosos (Getúlio, Jânio, Juscelino, Eduardo Campos, etc.) e esperava-se que agosto de 2015 viesse somar fatos a este enorme histórico de calamidades, mas como dizem os jovens: “só que não”

Chegou a época do planejamento: época de entender e atender melhor o mercado

Por que não tentar em 2016 algo diferente em seu planejamento?

O que o Canal do Panamá pode nos ensinar sobre o mercado de reposição?

Diariamente desafiamos as barreiras que se impõem para seguir adiante e continuar servindo o cliente

Crise? Que crise?

Toda crise é uma oportunidade de repensarmos o que fazemos e como fazemos.

O Mercado somos nós!

Quando Luiz XIV (o Rei Sol) declarou o “L’Étatc’est moi” (o Estado sou Eu) num arroubo típico do auge do absolutismo, na prática se referia a uma realidade fruto de seu poder sobre todas as esferas políticas daqueles longínquos séculos XVII e XVIII.

E o Oscar vai para... o reparador independente

Todo ano é a mesma coisa: ficamos aguardando a cerimônia do Oscar, ou melhor, da Academia de Artes Cinematográficas para conhecer o melhor filme, o melhor ator, a melhor atriz, o melhor diretor, a melhor trilha sonora, dentre outras coisas incluídas nas várias categorias premiadas.

Do alto desta pirâmide...

Nesta edição estamos divulgando mais um estudo de mercado promovido por nossa CINAU. A nona edição deste trabalho prova que informação e dados são como os bons vinhos: ficam melhores com o passar dos anos.

Um ano de expectativas contraditórias ou em tempo de crise há quem chore e quem venda lenços

Usando da mesma lógica do Barão de Itararé podemos analisar o ano que começa pelo mesmo método: das duas, uma: ou o ano vai ser péssimo ou vai ser bom

E chega ao fim 2014, cheio de emoções, alegrias e desilusões

Continuando a série de reportagens sobre o mercado de reposição apresentamos uma intensa pesquisa realizada em conjunto com a DMC Promoções sobre o delineamento estratégico de vários elos da cadeia

Quando o cliente está do outro lado da linha...

A cadeia do mercado de reposição é longa e complexa, pois envolve no mínimo quatro agentes: fabricante, distribuidores, lojas e reparadores