Se não podem ajudar, que não atrapalhem!

O Brasil tem uma longa tradição política de meses de agosto tenebrosos (Getúlio, Jânio, Juscelino, Eduardo Campos, etc.) e esperava-se que agosto de 2015 viesse somar fatos a este enorme histórico de calamidades, mas como dizem os jovens: “só que não”

Se não podem ajudar, que não atrapalhem!

O Brasil tem uma longa tradição política de meses de agosto tenebrosos (Getúlio, Jânio, Juscelino, Eduardo Campos, etc.) e esperava-se que agosto de 2015 viesse somar fatos a este enorme histórico de calamidades, mas como dizem os jovens: “só que não”

Chegou a época do planejamento: época de entender e atender melhor o mercado

Por que não tentar em 2016 algo diferente em seu planejamento?

O que o Canal do Panamá pode nos ensinar sobre o mercado de reposição?

Diariamente desafiamos as barreiras que se impõem para seguir adiante e continuar servindo o cliente

Crise? Que crise?

Toda crise é uma oportunidade de repensarmos o que fazemos e como fazemos.

O Mercado somos nós!

Quando Luiz XIV (o Rei Sol) declarou o “L’Étatc’est moi” (o Estado sou Eu) num arroubo típico do auge do absolutismo, na prática se referia a uma realidade fruto de seu poder sobre todas as esferas políticas daqueles longínquos séculos XVII e XVIII.

E o Oscar vai para... o reparador independente

Todo ano é a mesma coisa: ficamos aguardando a cerimônia do Oscar, ou melhor, da Academia de Artes Cinematográficas para conhecer o melhor filme, o melhor ator, a melhor atriz, o melhor diretor, a melhor trilha sonora, dentre outras coisas incluídas nas várias categorias premiadas.

Do alto desta pirâmide...

Nesta edição estamos divulgando mais um estudo de mercado promovido por nossa CINAU. A nona edição deste trabalho prova que informação e dados são como os bons vinhos: ficam melhores com o passar dos anos.

Um ano de expectativas contraditórias ou em tempo de crise há quem chore e quem venda lenços

Usando da mesma lógica do Barão de Itararé podemos analisar o ano que começa pelo mesmo método: das duas, uma: ou o ano vai ser péssimo ou vai ser bom

E chega ao fim 2014, cheio de emoções, alegrias e desilusões

Continuando a série de reportagens sobre o mercado de reposição apresentamos uma intensa pesquisa realizada em conjunto com a DMC Promoções sobre o delineamento estratégico de vários elos da cadeia

Quando o cliente está do outro lado da linha...

A cadeia do mercado de reposição é longa e complexa, pois envolve no mínimo quatro agentes: fabricante, distribuidores, lojas e reparadores

Aftermarket confirma previsões positivas

O cenário geral da economia está até pior do que se imaginava e o próprio Governo Federal já projeta crescimento do PIB abaixo de 1%

Tudo pelo Reparador Independente!

primeiro mês do ano chama-se Janeiro em homenagem a Janus, que com uma face olha para o ano que terminou e com a outra olha o que virá adiante

Blindagem contra crises

A situação da economia brasileira é ruim, e se pensarmos em termos da indústria automotiva - cenário onde estamos inseridos – a coisa está mesmo preta

Estamos no ano do aftermarket! Ou serão os anos do aftermarket?

Em relação à indústria automotiva, a ANFAVEA estima que a queda da venda de carros novos pode chegar a 10% este ano em relação a 2013.

Conectividade: que Santo Elói nos proteja!

Quem lembra da saudosa festa promovida pelo igualmente saudoso Dr. Geraldo Luiz Santo Mauro, presidente do SINDIREPA São Paulo? Vai dizer que não era divertido? Bons tempos do mercado de reposição...

Em tempo de crise no setor automotivo o porto seguro é o mercado de reposição

No mercado real, aquele que acontece no dia a dia das oficinas, a falta de peças é considerado um grande problema. Peça é um insumo crítico na oficina e na falta das soluções usuais

Oferta em alta e demanda em baixa desafia área de marketing das montadoras

Não fosse o pesadelo de uma previsão de demanda menor para 2014, assombra ainda o dia a dia dos executivos das montadoras o fato que comprova crescimento de oferta de marcas e modelos.

2014 será ruim? 2014 será ótimo!

As empresas que atuam com foco em serviços e na reposição de autopeças não precisam temer 2014, pois se for um ano ruim como está pintando... será certamente um ótimo ano para o aftermarket.