Técnicas - Ernesto Miyazaki

Falta de eficiência do ar-condicionado – quais são as causas que impedem o bom funcionamento

A complexidade aliada à tecnologia aplicada no sistema de climatização exige muito conhecimento e experiência do reparador quando se depara com a falta de eficiência no ar-condicionado do veículo

A eficiência de um sisConjunto de manômetro ou Manifold automotivo - O principal instrumento de medição de pressão do sistema de ar-condicionado automotivotema de climatização depende do funcionamento correto e das manutenções preventivas que garantem a temperatura na condição estabelecida pelo usuário do veículo.

Quando há uma queixa por parte do cliente que o ar-condicionado não está trabalhando como antes, deve-se estabelecer etapas para facilitar a identificação da falha que pode ser elétrica, eletrônica ou mecânica.

Em um veículo que tenha um vazamento muito grande no sistema do ar-condicionado e que pode estar no condensador ou evaporador, não será possível saber se o compressor está funcionando corretamente porque o sistema está sem pressão devido a perda do fluido refrigerante. Por isso que o serviço deve ser realizado em etapas até que todo conjunto esteja em condições de funcionamento para a realização dos testes de eficiência.

Verificações recomendadas

A quantidade de fluido refrigerante pode estar incorreta por excesso ou falta ou até a sua ausência. Comando ou controle de ar-condicionado

No caso de fluido incorreto ou contaminado, deve ser feita a limpeza do sistema antes de colocar o fluido refrigerante correto.

Em situações de entupimento é preciso identificar o local que pode estar obstruído verificando as pressões no sistema ou até mesmo utilizando um termômetro infravermelho que identifique as diferenças de temperaturas entre as partes.

Os defeito elétricos intermitentes são os mais difíceis para identificar e resolver e isso é um desafio constante na reparação automotiva. Além de utilizar o ferramental adequado e conhecimentos adquiridos com treinamentos, é necessário aplicar criatividade para solucionar as falhas do sistema.

São muitos os defeitos no sistema de ar-condicionado automotivo que podem fazer o cliente chegar na oficina e perguntar se é possível “aplicar uma carga de gás porque não está gelando”. Sim, podemos aplicar a carga mas o mais importante é saber o que causou a perda do fluido refrigerante, reparar e depois aplicar o fluido e o lubrificante para que o sistema recupere a eficiência plena.

Implicações no funcionamento do ar-condicionado

Vazamento:

  • Falta de fluido refrigerante (quantidade menor que a recomendada);
  • Ausência de fluido refrigerante.

Fluido refrigerante:

  • Excesso de fluido refrigerante;
  • Qualidade de fluido refrigerante;
  • Fluido errado.

Entupimento:

  • No condensador (foto 1);
  • No evaporador (foto 2);
  • No tubo líquido (mangueira ou tubo entre o condensador e válvula de expansão);
  • No filtro secador/acumulador (foto 3);
  • No filtro de cabine (foto 4).

Compressor:

  • Válvula de controle interno;
  • Desgaste (foto 5);
  • Falta de lubrificação.

Elétrica:

  • Não acionamento;
  • Falta ou perda da programação/habilitação do ar-condicionado no módulo;
  • Não desligamento pelo termostato e ou sensor de temperatura do evaporador;
  • Ventoinha externa (do radiador e ou condensador) que não aciona;
  • Resistência externa do radiador e ou condensador queimado;
  • Conectores derretido (fotos 6 e 7);
  • Ventoinha interna (da caixa de ar) que não aciona;
  • Resistência interna queimada;
  • Outras possibilidades.
comentários
Avaliar:

Comentários