Lançamentos - André Silva

Exclusivo para o mercado brasileiro, Lancer John Easton celebra o fim do modelo esportivo

Mundialmente reconhecido pela sua performance, Lancer Evolution chega à sua última versão e ganha série especial concebida por um dos papas da preparação esportiva

Beleza e funcionalidade dão o tom à carroceria do sedã japonêsA décima geração do Lancer Evolution é também a última. Com ela chega ao fim uma história de vinte e dois anos, ao longo dos quais o Evo, como costuma ser chamado pelos seus admiradores, ganhou inúmeros campeonatos de rali de velocidade - inclusive quatro mundiais consecutivos entre 1996 e 1999 em conjunto com o piloto finlandês Tommi Mäkinen - e passou a ocupar um lugar de destaque na lista dos maiores automóveis esportivos de todos os tempos.

Para celebrar o fim do modelo em grande estilo, a Mitsubishi lançou diversas versões especiais do Evo X nos países em que ele é mais reverenciado, como no próprio Japão, na Inglaterra e aqui no Brasil. Para o nosso país, a montadora japonesa incumbiu da tarefa o preparador inglês John Easton, responsável pelo desenvolvimento dos carros de Mäkinen nas conquistas dos quatro títulos mundiais. E ele não decepcionou, desenvolveu um esportivo ainda mais potente e responsivo que a versão “comum” do Evo X. São 45 cv a mais no motor, obtidos através de novos ajustes no sistema de injeção eletrônica e uso de alguns componentes especiais. Além disso, esta versão conta com rodas de liga leve forjadas BBS, freios Brembo e molas e amortecedores Eibach e Bilstein, respectivamente.

Embora a montadora não divulgue o peso total, de acordo com ela os 340 cv e os 37 kgfm de torque são capazes de levar o sedã da imobilidade aos cem quilômetros por hora em 6,3 segundos e fazê-lo alcançar 242 km/h de velocidade máxima. Resultados obtidos também graças à moderna transmissão de dupla embreagem de seis velocidades e ao sofisticado sistema de transmissão integral com bloqueio eletrônico do diferencial central. A frente alta característica da décima geração e o grande intercoolerDetalhe vermelho no contorno da grade denuncia o que há debaixo do capôCom o lançamento desta versão especial, e exclusiva para o mercado brasileiro, a Mitsubishi não apenas encerra de forma bonita a produção de um dos seus mais aclamados produtos, como também reafirma a importância do Brasil para a companhia, que desde 1991 está presente no país, desenvolvendo e produzindo veículos reconhecidos pela robustez e confiabilidade, além de ser uma das maiores incentivadoras do esporte a motor no país, sobretudo os ralis, através da promoção de campeonatos próprios, apoio a grandes eventos como o Rally dos Sertões, e patrocínio de diversas equipes e pilotos que disputam provas no Brasil e no exterior.

Agora resta esperar por um eventual substituto do lendário Evo. Rumores, no entanto, indicam que a companhia japonesa concentrará seus esforços no desenvolvimento de veículos elétricos e híbridos nos próximos anos, deixando os esportivos em segundo plano.

comentários
Avaliar:

Comentários