Oficina Brasil


Guia de Oficinas Brasil realiza encontro regional para oficinas mecânicas no Senai Ipiranga

Evento reuniu cerca de 200 convidados entre reparadores e profissionais do setor automtivo, no intuito de debater as questões ligadas a qualificação da mão de obra do setor e a regulamentação das oficinas

Compartilhe
Por Margarida Putti


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

Presidente do Sindirepa Nacional, Antonio FiolaO Guia de Oficinas Brasil promoveu em parceria com o Sindirepa-SP, no dia 07 de junho, na sede da Escola Senai Conde José Vicente de Azevedo, localizada no bairro do Ipiranga, em São Paulo, o “Encontro Regional de Oficinas Mecânicas”.

O evento reuniu cerca de 200 participantes, entre empresários, reparadores e profissionais da área. As palestras foram dividas em quatro temas: Inspeção Veicular Ambiental, Qualificação de Mecânico de Manutenção, Regulamentação de Oficinas, lei nº 15.297 e Certificação – Selo Sindirepa de Sustentabilidade. 

Durante a cerimônia de abertura, o presidente do Sindirepa Nacional, Antonio Fiola, frisou a importância do evento para o setor da reparação automotiva e pediu aos participantes que tirassem suas dúvidas sobre a legislação em vigor.

Na ocasião, o diretor de Relações Governamentais do Sindirepa Nacional, Luíz Sérgio Alvarenga, que abordou a regulamentação das oficinas, lei nº 15.297, da qual foi redator, explanou sobre as normas básicas para que oficinas mecânicas e estabelecimentos de reparação automotiva estejam em conformidade com a lei. “Esta lei representa o primeiro passo para o setor legislativo do país, pois demonstra que estamos maduros e que almejamos o reconhecimento de um negócio sério. A Norma servirá de amparo ao reparador, por isso é muito importante esclarecermos todas as dúvidas neste encontro”, disse Alvarenga.

O vice-presidente do Sindirepa-SP, Salvador Parisi, apontou os principais pontos da qualificação para o reparador de manutenção. “Hoje vocês [reparadores] estão tendo a oportunidade de conhecer a Norma que regulamenta a qualificação do reparador. Esse documento chega gratuitamente ao seu computador. Há 36 mil cópias disponíveis para fazer download, basta entrar em contato com o Sindirepa”, ressaltou Parisi.

Diretor MTE-Thomson, Alfredo Bastos Jr, durante palestra sobre Inspeção Veicular AmbientalPara o diretor Sindirepa-SP, Pedro Luiz Scopino, também proprietário da Oficina Scopino, as principais dificuldades encontradas no setor são manter a mão de obra treinada, profissionalizar a empresa, administrar os recursos humanos, equilibrar os controles financeiros, administrativo e gerenciais e cuidar da proteção ao meio ambiente. Scopino também destacou em sua palestra sobre o Selo Sindirepa de Sustentabilidade. “A limpeza nas oficinas deve ser prioridade e princípio de uma boa gestão ambiental. Precisamos ter ações para descarte de peças e resíduos nas oficinas. A consciência em relação à preservação do meio ambiente é necessária. O Selo Sindirepa foi criado para somar tudo isso”, reafirmou Scopino.

Segundo o diretor MTE-Thomson, Alfredo Bastos Jr, que apresentou os novos caminhos e diretrizes do programa de Inspeção Veicular Ambiental, a atualização do cadastro é fundamental para não se perder clientes. Bastos também informou que a próxima etapa do “Encontro Regional de Oficinas” será realizada no dia 02 de agosto, no Rio Grande do Sul.

Alexandre Santos Miller, coordenador de atividades técnicas do Senai-Ipiranga, esclarece as dúvidas dos reparadores sobre cursos técnicos e carga horária obrigatória por lei“Devemos sempre falar com o cliente sobre os benefícios da manutenção preventiva. É essencial ter um excelente cadastro de clientes e acompanhar as ações que são realizadas nos veículos. O correto é que se faça a manutenção preventiva a cada 30 mil km, pois o veículo regulado pode economizar até 40% de combustível”, explicou Bastos Jr.

O evento foi organizado pelo Guia de Oficinas Brasil e Sindirepa-SP, sob o patrocínio da MTE-Thomson, Sabó, Dayco/Nytron, Sachs, Tecnomotor, o evento contou ainda com o apoio do Senai, IQA (Instituto da Qualidade Automotiva) e Sindirepa Nacional. 

 

Comentários