Principais objetivos do motor 1.0 Fire EVO são as reduções de consumo e de emissão de poluentes

O motor Fire foi renovado e proposto para otimizar ao máximo o consumo. Novos materiais foram usados, componentes sofreram redução de peso e itens passaram por reengenharia para diminuir atritos.

Avaliação Tiguan 2.0 TSI. Turbocompressor e injeção direta geram desempenho e economia

Testamos o modelo Tiguan 2.0 TSI 16V 4Motion. Entenda mais no decorrer da matéria as nomenclaturas deste modelo surpreendente, com recursos tecnológicos que otimizam a potência e diminuem a emissão de poluentes.

Entra o Peugeot 308, sai o reservatório de gasolina. Novo motor aposenta o “tanquinho”

Levamos o 308 à oficina e apresentamos suas novidades, entre elas a inédita tecnologia FlexStart e o novo motor. Testamos também seu desempenho no dinamômetro.

Com câmbio automatizado e visual esportivo, avaliamos o Polo 1.6 I-Motion Sportline

O modelo foi submetido ao teste de emissão de poluentes e aprovado com louvor, mesmo após 10.000 km. Veja também a melhoria na suspensão, um problema no Polo desde 2002

Chevrolet Cobalt: desempenho no dinamômetro e detalhes do novo carro

O Chevrolet Cobalt é um dos mais recentes lançamentos da General Motors e faz parte da nova identidade dos veículos da família Chevrolet.

Crônica de uma consumidora na oficina

Ao entrar no carro pela primeira vez, tive uma confortável surpresa: senti-me mais alta que o normal (o que era de esperar para uma perua cross)

Sentra segue receita Nissan: simplicidade com um toque de tecnologia

Somente nos últimos anos os reparadores brasileiros passaram a ter maior contato com os veículos da Nissan, pois os modelos Máxima, Pathfinder e até mesmo o Sentra da década de 90 não foram muito populares

Peugeot 408 não traz surpresas na oficina

Quem bem conhece a mecânica do Peugeot 307 2,0l vai se sentir à vontade no 408. Visualmente, não foram constatadas modificações

Novo Jetta Highline 2.0 TSI com câmbio DSG

O modelo top de linha tem motor turbo de injeção direta com 200 cv e câmbio automatizado de dupla embreagem

Peugeot 3008: tecnologia a favor da eficiência

De acordo com tudo que o jornal Oficina Brasil vem mostrando nos últimos tempos sobre as tecnologias que permitem às montadoras extrair mais potência de motores menores, mais leves, econômicos e com menor índice de emissões, encontra-se o Peugeot 3008, um bom representante desta nova fase de evolução dos propulsores.

Na Dobló 2011 a novidade é o motor E.torQ 1.8

Nova Dobló ganha face lift adotado na Europa em 2005 e motorização mais moderna

Nova Montana. Sai o Corsa, entra o Agile

Desde o seu lançamento, a Montana sempre teve muitos admiradores, por seu visual jovem e esportivo. Já a nova versão se mostrou polêmica. Um dos comentários mais ouvidos ao rodar com a picape é “a frente ficou legal, mas essa traseira"

Citroën C3 AirCross: ao gosto brasileiro

O AirCross foi desenvolvido para o público brasileiro, que encontrou nos veículos aventureiros com pneus mais altos e maior vão livre uma boa escolha para enfrentar as lombadas, valetas e inúmeros buracos no asfalto

O bom e velho Nissan Livina

A Nissan já lançou a versão Livina 2011. Mais barato que a versão anterior, (R$ 43.990,00), o carro não mudou em muitos aspectos, apenas em alguns itens de conforto e segurança. No mais, continua com o motor 1.6, 16 válvulas, da série K4M, velho conhecido do reparador em veículos Renault.

Chery Tiggo: vale a pena arriscar?

O primeiro veículo comercializado pela marca chinesa no Brasil tem três anos de garantia, mas com certeza será uma realidade nas oficinas independentes

Não é bonito, mas agrada no comportamento e é barato

Em caso de falha ou durante o aquecimento do sensor de oxigênio o sistema também opera em malha aberta (dosando a mistura ar/ combustível de acordo com parâmetros pré-estabelecidos)

Tecnologia aliada a simplicidade são os pontos fortes do Honda CR-V

A terceira geração do Honda CR-V cai no gosto do público e deve chegar as oficinas independentes a partir de 2011

Logan 1.6l 8v é Hi-torque, mas a injeção deixa a desejar

O motor realmente entrega bom torque numa faixa extensa de rotação, mas o controle eletrônico demonstra fortes irregularidades

Chevrolet Captiva 2.4l requer equipamentos de ponta na oficina

Nem todo ferramental e scanner conseguem reparar o SUV mexicano