Oficina Brasil


Nakata divulga dicas de manutenção dos reparadores premiados na promoção Feras da Oficina

Dieison Anacleto de Dois Irmãos/RS, foi o ganhador do mês de outubro, com a dica sobre instalação de bandejas e alinhamento

Compartilhe
Por Da Redação


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

A Nakata apresenta mais três reparadores vencedores na promoção Feras da Oficina Nakata. Em outubro, os ganhadores que se destacaram com as melhores dicas da oficina foram: Dieison Anacleto, da Bests Car, de Dois Irmãos/RS, na primeira colocação; Fernando Neves, da Auto Mecânica Neves, de Mauá/SP, no segundo lugar; e na terceira posição, José Oswaldo, de Salvador/BA, que presta serviços em domicílio.

Dieison Anacleto, que ficou em primeiro lugar, explicou que o veículo Ranger XLT 2.8 8V 135cv 4X4 CD TB diesel chegou em sua oficina puxando para a direita, após já ter passado por três profissionais. Depois de ter analisado diversos itens, o cliente avisou que havia substituído as bandejas superiores. O reparador afirma: “Ao verificá-las, observei que tinham instalado duas bandejas esquerdas. Substitui por uma bandeja superior direita e resolvi o problema”, comenta Dieison, e ressalta: “É fundamental observar bem a peça a ser substituída, na balança tem marcações com L ou E para esquerdo ou R ou D para direito”.

Fernando Neves compartilhou um vídeo sobre desgaste prematuro da ponta da homocinética de um Corsa Sedã Classic Life 1.6 MPFI VHC 8V. “Antes de seis meses, a ponta homocinética voltou a estralar”, disse o reparador. Observando com atenção, Neves constatou que o terminal de direção do lado direito estava muito mais para dentro do braço do lado esquerdo, fazendo esterçar mais para uns dos lados, forçando a ponta homocinética. Fez a troca da ponta homocinética, reajustamento dos dois terminais com as mesmas sobras de rosca e o alinhamento de direção e o problema foi sanado.

Barulho na suspensão foi o assunto enviado por José Oswaldo. Ao rodar com o Honda HR-V EX 1.8 Flexone 16V 5p Automático, observou pancadas secas na suspensão ao passar em terreno irregular. “Após desmontagem da torre do amortecedor e retirada do mesmo de dentro da mola constatei que o cilindro do amortecedor estava com folga e voltava de vez, ou seja, não estava segurando a oscilação da mola ocasionando o barulho”, explicou. Neste caso, o amortecedor está comprometido. “Problema resolvido. Só alinhar, testar e liberar!”, comentou Oswaldo, lembrando que os kits do amortecedor devem ser substituídos, pois foram submetidos a pressões indevidas durante o uso dos amortecedores danificados.

Há diversas experiências de reparadores no portal Feras da Oficina. Para participar, basta seguir as orientações do portal, que vai até 15 de janeiro de 2020.

Comentários