Oficina Brasil


T40 é a SUV compacta da JAC Motors que agradou os reparadores na dirigibilidade e na manutenção

A manutenção é simples desde que se tenha peças e informações técnicas, esta foi a opinião dos entrevistados nas três oficinas contempladas para esta avaliação do reparador que sempre leva carros novos para que possamos aprender juntos

Compartilhe
Por Antonio Gaspar de Oliveira


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

1

O Jornal Oficina Brasil e sua equipe contribuem com os reparadores de uma forma muito especial, levando carros que ainda não estão frequentando as oficinas por serem novos e assim, antecedemos a chegada de um cliente com um carro que o reparador ainda não conhece.

Este conhecimento, vivenciado por estes reparadores que nos recebem gentilmente, é compartilhado através desta matéria que chega às mãos dos nossos leitores.

As oficinas que visitamos são identificadas no Guia On Line Oficina Brasil que ficam felizes em receber um representante do mais conhecido jornal do setor da reparação automotiva. Para o reparador é importante ter acesso às informações técnicas publicadas, mas quando surge a oportunidade de fazer parte do conteúdo do jornal através da Avaliação do Reparador, aí fica melhor ainda.

Nesta avaliação vamos conhecer um carro que atravessou alguns oceanos para chegar aqui no Brasil e enfrentar muitos concorrentes e o desafio maior por ser de um fabricante pouco conhecido e ainda da China.

Estamos falando da JAC Motors e do modelo T40.

JAC - Jianghuai Automobile Company, fundada em 1964 na China, com o nome Anhui Jianghuai Automobile Co., Ltd., inicialmente produzia caminhões e com a ampliação de produtos, passou a produzir carros de passeio.

Em 2011, o Grupo SHC, presidido pelo empresário Sérgio Habib, anunciou parceria com a JAC Motors, tornando-se o representante oficial e responsável pela comercialização, assistência técnica, pós-venda, e distribuição de peças originais da marca.

O site da marca informa que a rede de concessionários é composta por 50 e quando se faz a busca, aparecem apenas 36 locais pelo Brasil.

No final do ano 2017, o Grupo SHC anunciou seu projeto de fábrica aqui no Brasil, inclusive para produzir o modelo T40, parece que o sonho vai ser adiado por dificuldades da empresa.

IDENTIFICANDO AS LETRAS

SHC - Sérgio Habib Corporation

DVVT- Dynamic Variable Valve Timing é o mecanismo de tempo variável da válvula - Tempo Dinâmico de Válvula Variável

CVT- Transmissão continuamente variável

JAC- Jianghuai Automobile Company

T40- Modelo de SUV compacto

TRANSMISSÃO A transmissão CVT é a primeira transmissão continuamente variável  desenvolvida independentemente na China, quebrou o monopólio dos gigantes multinacionais no setor de transmissão automática. Comparada com a AT tradicional, a tecnologia completamente avançada desfruta de vantagens incomparáveis no conforto de dirigir e na eficiência de combustível. Devido a condição suave durante a operação do CVT, o carro pode garantir suavidade e conforto em qualquer condição de condução.   Acionando a alavanca do câmbio para a lateral, é possível ativar o modo esporte e fazer as trocas das 6 marchas manualmente, para frente aumenta e para trás diminui as marchas.  Neste modo a economia de combustível fica comprometida mas a dirigibilidade melhora bastante e o motor responde mais rapidamente.  Nosso time de reparadores, durante a avaliação, foram descobrindo como fazer a manutenção do câmbio, achamos um filtro de óleo que deve ser trocado conforme o plano de manutenção, a cada 60.000 Km, o acesso pode ser feito por baixo ou por cima. Outro item interessante que o Carlos verificou foi a existência de um radiador de óleo do câmbio que pode ser visto através da grade do radiador.  O óleo recomendado é: CVTF, Esso EZL 799(A) ou Idemistu CVT – EX1 (CVT)   Suspensão, Freio e Direção  O Carlos da oficina Lucky  Car percebeu que para um carro novo, a suspensão dianteira esquerda estava batendo muito e para descobrir o que estava acontecendo, retornou para a oficina e foi direto para abrir o capô do carro. Notou que o batente estava com uma altura diferente em relação ao do lado direito. Ele achou o motivo da suspensão estar fazendo barulho.  Este foi o defeito mais grave que o carro apresentou, fora isso, a suspensão é bem confortável, independente na dianteira, MacPherson e mola helicoidal. Na traseira utiliza um eixo de torção e mola helicoidal. Para o Gustavo da oficina Stock Car, a manutenção é facilitada pelo acesso rápido aos amortecedores e molas dianteiras e traseiras, não tem segredo, só tem que ter as peças para comprar.   	 	 O sistema de freios é bem eficiente com discos nas quatro rodas e um detalhe chamou a atenção dos mecânicos ao perceber que as pinças de freio são pintadas de vermelho, é provável que a ideia seja para dar um aspecto esportivo para o carro, só estética.  A manutenção não apresenta nenhuma dificuldade para a troca de pastilhas e discos de freios e estas peças mais comuns de desgaste, a rede de concessionários tem em estoque. Possui sistema ABS com EBD – evita o bloqueio das rodas e distribui eletronicamente a carga aplicada em cada roda, BOS – Brake Overide System – em situações em que os pedais do acelerador e do freio são acionados simultaneamente, o motor tem sua potencia reduzida, HSA – Hill System Assist – em rampas o carro para sem descer. BA – Brake Assist/ BAS – Brake Assist System – aumenta a pressão hidráulica em emergências melhorando a eficiência do ABS. O sistema de direção é elétrico e torna a condução muito suave, praticamente sem esforço do motorista, principalmente durante as manobras de estacionamento. Na estrada pode passar uma sensação de falta de segurança pelo fato de não ter um peso nos movimentos do volante, mas é só questão de se acostumar com a direção elétrica.   ELÉTRICA, ELETRÔNICA E CONECTIVIDADE   O T40 usa chave para o acionamento da partida, ainda não tem o botão de partida e encontramos uma peça com uma marca bem conhecida, é o motor de partida Start/Stop da Bosch, pode até ter sido fabricado na China, mas já deixou o pessoal mais tranquilo ao ver uma marca de peça de mercado.   O alternador é de fácil acesso e para trocar a correia de acionamento, tem espaço suficiente por cima e também por baixo. A bateria é de 55Ah, 610CCA e tem o selo do INMETRO. Nas três oficinas verificamos que os scanners independente da marca fazem leituras nos carros da JAC Motors, é provável que não façam todos os sistemas mas já foi bom ver a marca no display dos equipamentos.  Na oficina do Darío, tivemos um pouco de trabalho para o scanner identificar o carro, mesmo utilizando o código do chassi gravado no para-brisas, na tela do equipamento aparecia com motor 1.5 flex e o ano de fabricação também estava diferente, 2013 e o T40 é de 2018/2019. Dedicamos algumas horas na tentativa de fazer leituras usando duas marcas diferentes de scanners, mas devido às divergências na identificação do carro pelo sistema, resolvemos ligar para o suporte do fabricante do scanner que nos informou que era preciso fazer atualização, provavelmente na versão mais nova as leituras serão mais confiáveis e por falta de tempo, não avançamos.   Ar-condicionado Nada como dar uma olhada no filtro de cabine e ficar impressionado com a sujeira que ficou retida por ele que, cumpriu muito bem a sua função. Para chegar no filtro foi preciso desmontar o porta-luvas e fazer a remoção. A montagem com filtro novo segue no processo inverso.  No compartimento do motor tem um detalhe que pode passar despercebido para quem não é especialista em ar-condicionado, mas o Darío conhece bem. O tubo de alta e baixa pressão se fundem em um só mas internamente estão separados. Esta estratégia é adotada para a economia de materiais e otimização de uso do espaço no compartimento do motor do carro.   O T40 oferece muitas opções eletrônicas e também nas conectividades, vamos à lista:  Equipado com uma central multimídia com uma tela touchscreen de 8 polegadas, disponibiliza diversos recursos de conectividade que agradam muito os ocupantes do carro. Além disso, o modelo traz os comandos de som no volante sofisticado que se apresenta como um dos elementos de maior refinamento deste modelo. No  volante também se encontra o comando do piloto automático e telefone. O JAC T40 apresenta uma inovação no segmento: a exclusiva JAC Connect Front Camera, capaz de registrar fotos e filmes (incluindo áudio) de todos os percursos feitos pelo veículo. O sistema trabalha em conjunto com o aplicativo JAC View, basta instalar no celular.  TPMS – Tire Pressure Monitoring System É um sistema muito interessante que monitora constante a pressão dos pneus e também a temperatura de cada um deles. Isso ajuda até na identificação de algum problema que esteja causando a elevação da temperatura de um pneu. Por exemplo se uma roda estiver desalinhada ou com problemas na pinça de freios, a temperatura será mais elevada. O sistema integral de monitoramento da pressão dos pneus informa o motorista sobre a condição dos pneus em tempo real e ajuda a reduzir os acidentes de   trânsito causados por falhas nos pneus, aumentando a segurança na direção.  A manutenção dos pneus melhora a vida útil e garante a segurança do motorista, passageiros e outros usuários da estrada.   •	Chave com destravamento remoto das portas e do porta-malas; •	Travas elétricas; •	Imobilizador do motor; •	Alarme antifurto; •	Travamento automático das portas a 15 km/h; •	Freios ABS com EBD; •	BOS – Brake Overide System; •	ESP – Eletronic Stability Program; •	TCS – Traction Control System; •	HSA – Hill System Assist; •	BA – Brake Assist/ BAS – Brake Assist System; •	TPMS – Tire Pressure Monitoring System; •	Sensor de estacionamento; •	Luzes diurnas de LED; •	Retrovisor interno antiofuscante; •	Função GSI (Indicador de troca de marchas); •	Piloto Automático; •	Lâmpadas Halógenas; •	Função “Follow me Home”; •	Abertura interna da tampa do tanque de combustível; •	Brake light; •	Espelhos retrovisores elétricos; •	Desembaçador traseiro; •	Faróis com regulagem elétrica de altura; •	Faróis com acendimento automático; •	Faróis de neblina (dianteira); •	Lanternas de neblina (traseira); •	Limpador traseiro; •	Sensor Crepuscular; •	Luzes de conversão estática; •	Sistema Start Stop (versão automática); •	Bancos em couro (versão automática); •	Banco do motorista com ajuste de altura; •	Airbag duplo frontal; •	Ar-condicionado analógico; •	Vidros elétricos; •	Kit multimídia com tela de 8 polegadas; •	JAC Connect Front Camera; •	Câmera de ré; •	4 alto falantes e 2 tweeters; •	Entrada USB; •	Entrada AUX; •	Bluetooth.    INFORMAÇÕES TÉCNICAS  Por ser um carro novo no mercado é natural que as informações sejam mais restritas, como estava a caminho de uma das oficinas na zona oeste de São Paulo, aproveitei para conversar com a equipe de peças e manutenção da concessionária JAC Motors da Lapa. Disseram que é comum os mecânicos pedirem informações sobre os carros da marca e na medida do possível, as informações são passadas. Pesquisando na internet é possível encontra algumas informações, mas do modelo T40 que é bem recente também é mais difícil. Pensando na manutenção básica deste carro, para o Gustavo da oficina Stock Car, não tem dificuldades para executar os serviços, como o carro é novo, não precisam ficar preocupados com falhas na injeção eletrônica ou outro sistema. Para o Darío e para o Carlos, é a oportunidade para as empresas de equipamentos, suporte e informações técnicas, que terão que providenciar e atualizar os scanners para os mecânicos trabalharem, se for possível contar com o apoio da JAC Motors, será mais fácil fazer os reparos nesses carros.      PEÇAS DE REPOSIÇÃO   Por enquanto será necessário contar com a rede de concessionários da marca para a aquisição de peças, isso é comum para qualquer carro novo que entra no mercado.  Produtos  como óleo lubrificante, é possível pesquisar e encontrar com a mesma especificação que está no manual do carro e aplicar sem problema algum. Os preços destas peças de uso frequente como filtros, pastilhas e discos de freios são bastante acessíveis nas concessionárias, tranquilizam os donos destes carros e facilitam o trabalho dos mecânicos a venderem bem a sua mão de obra de serviço.  RECOMENDAÇÃO   Na avaliação das três oficinas que passamos, todo carro novo merece uma atenção melhor para evitar que o carro fique na oficina ocupando espaço por muito tempo por causa da falta de peça ou informação técnica. O ideal é fazer o diagnóstico do defeito do carro e antes de passar um orçamento para o cliente, verificar se tem peças no mercado e quanto tempo demora para a chegada dessas peças. Uma conversa transparente com o cliente ajuda muito para que ele entenda que o problema não está no mecânico ou na oficina, mas na dificuldade na aquisição de peças para um carro novo e importado da China       Dados técnicos do motor, mecânica e medidas  •	Freios dianteiros a disco ventilado; •	Freios traseiros a disco sólido; •	Caliper vermelho dianteiro e traseiro; •	Rodas em liga leve aro 16”; •	Pneus 205/55/R16; •	Barras de proteção lateral nas portas; •	Largura: 1750mm; •	Altura: 1568mm; •	Comprimento: 4135mm; •	Entre-eixos: 2490mm; •	Peso em ordem de marcha: 1155kg; •	Porta malas: 450l; •	Tanque de combustível: 42l; •	Sistema Isofix de fixação de cadeirinha infantil; •	Rack de teto; •	Volante revestido em couro.   Motor Posição	transversal Cilindros	4 em linha Comando de válvulas	duplo no cabeçote Válvulas por cilindro	4, variação de tempo Diâmetro e curso	75 x 90 mm Cilindrada	1.590 cm³ Taxa de compressão	10,5:1 Alimentação	injeção multiponto sequencial Potência máxima	138 cv a 6.000 rpm Torque máximo	17,1 m.kgf a 4.000 rpm Transmissão Tipo de caixa e marchas	CVT de 6 marchas Tração	dianteira  	 	 	 Direção Sistema	pinhão e cremalheira Assistência	elétrica  Suspensão Dianteira	independente, McPherson, mola helicoidal Traseira	eixo de torção, mola helicoidal

Este modelo de SUV vem completo, oferecendo o melhor custo-benefício do mercado, com câmbio automático CVT, design italiano, motor 1.6 DVVT, novo painel e muita tecnologia, com a exclusiva JAC Connect Front Camera que grava áudio e vídeo durante todo o percurso e através de um aplicativo, pode ser visto no celular, Sistema Start Stop, Assistente de Rampa, amplo espaço interno e 6 anos de garantia. Assim temos muitas novidades para os reparadores descobrirem.

Nesta avaliação, a primeira oficina visitada foi a Lucky Car que fica rua Botelho, 220, vila Guarani, na região do Jabaquara na zona sul da cidade de São Paulo.

É uma rua tranquila, típica de bairro, que facilita o acesso dos clientes e também para fazer os testes nos carros após a realização dos reparos.

Ao ouvir a história do Carlos que é o proprietário, percebemos que a caminhada nem sempre é fácil, mas quando se tem um ideal, uma meta que tem que ser alcançada, não importa quais sejam os obstáculos encontrados pela frente, pois a força de vontade de vencer supera tudo.

Foi o que aconteceu quando montou sua oficina na década de 90 em um terreno aberto com cobertura apenas em uma lateral como em alguns estacionamentos.

Na época do frio e períodos de chuvas, dava vontade de chorar mas era preciso trabalhar para começar a ganhar algum dinheiro para se manter.

Um belo dia apareceu um amigo que deu a ideia de fazer a cobertura e o Carlos já respondeu: eu gostaria muito mas não tenho dinheiro. Mas o amigo insistiu dizendo que ele iria conseguir sem gastar muito dinheiro se comprasse material usado como a estrutura metálica e as telhas de zinco.

Com sacrifício o sonho de cobrir a oficina foi realizado e a chuva já não atrapalha mais e quanto ao frio, é trabalhar mais que esquenta...

A equipe é formada pelo Carlos, o filho Thiago , a esposa Marta e o funcionário Valmir que tem muita história, que passa pela retífica Motolux, Geraldo Santo Mauro, Toti e outros.

A segunda oficina visitada foi a Koga Centro Automotivo, localizada na rua Brigadeiro Henrique Fontenelle, 715, Parque São Domingos na região oeste de São Paulo - www.koga.com.br

A oficina do Darío surpreende pois, para quem passa em frente só vê uma rampa de entrada estreita que tem espaço para dois carros mas, olhando melhor , tem outra rampa que dá acesso para a parte de baixo e aquela aparente pequena oficina torna-se um grande centro automotivo oferecendo serviços de mecânica geral, elétrica, injeção eletrônica, suspensão, freio, alinhamento, balanceamento, ar-condicionado, som e alarmes.

Para executar todos esses serviços é preciso muito conhecimento, equipamentos, e uma equipe com muito treinamento.

Ser uma oficina da rede Bosch aumenta mais ainda a exigência no atendimento e conhecimento técnico para atender o padrão que a rede autorizada exige.

Darío tem o apoio de quatro funcionários e juntos enfrentam os desafios da reparação que exige muito conhecimento, porque a eletrônica aplicada em cada modelo de veículo vai muito além da capacidade técnica e de uso de equipamentos sofisticados.

O desafio está em conhecer as estratégias de funcionamento de cada sistema eletrônico do carro e não estamos falando dos importados.

O Centro Automotivo Koga já tem quatro décadas no mercado e para ter uma oficina consolidada, o Darío se dedicou muito e começou como funcionário de concessionária de caminhões, teve uma oficina na av. Mutinga em Pirituba junto com três sócios e atualmente tem a sua própria oficina muito bem construída e bem cuidada.

As bandeiras ajudam a oficina e a equipe nos cursos e atualizações de equipamentos e estas parcerias foram iniciadas há quase vinte anos com a Bosch, Marelli e a Ecocar.

A terceira oficina visitada foi a Mecânica Stock Car que fica na Av. Mutinga, 2.980 no bairro de Pirituba na região oeste de São Paulo.

A mecânica Stock Car tem a clássica formação familiar com a participação do pai que é o Fábio, da Mari a mãe e do filho Gustavo. Há seis anos a família resolveu enfrentar o desafio de montar uma oficina mecânica unindo a experiência do Fábio e do Gustavo que fizeram cursos no Senai na vila Leopoldina.

Além dos três, a mecânica Stock Car conta com a participação de dois funcionários, o Diego e o Uálas que completam o time que executam serviços de mecânica, suspensão, freio, motor e injeção eletrônica.

O Gustavo com jeito ainda de menino é quem dá toda a força para a oficina funcionar e para isso trabalha como gente grande, tanto na mecânica como na eletrônica, o Senai foi quem ajudou na formação do profissional Gustavo e também motivou a montar sua sonhada oficina mecânica, a Stock Car.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES

TRANSMISSÃO A transmissão CVT é a primeira transmissão continuamente variável  desenvolvida independentemente na China, quebrou o monopólio dos gigantes multinacionais no setor de transmissão automática. Comparada com a AT tradicional, a tecnologia completamente avançada desfruta de vantagens incomparáveis no conforto de dirigir e na eficiência de combustível. Devido a condição suave durante a operação do CVT, o carro pode garantir suavidade e conforto em qualquer condição de condução.   Acionando a alavanca do câmbio para a lateral, é possível ativar o modo esporte e fazer as trocas das 6 marchas manualmente, para frente aumenta e para trás diminui as marchas.  Neste modo a economia de combustível fica comprometida mas a dirigibilidade melhora bastante e o motor responde mais rapidamente.  Nosso time de reparadores, durante a avaliação, foram descobrindo como fazer a manutenção do câmbio, achamos um filtro de óleo que deve ser trocado conforme o plano de manutenção, a cada 60.000 Km, o acesso pode ser feito por baixo ou por cima. Outro item interessante que o Carlos verificou foi a existência de um radiador de óleo do câmbio que pode ser visto através da grade do radiador.  O óleo recomendado é: CVTF, Esso EZL 799(A) ou Idemistu CVT – EX1 (CVT)   Suspensão, Freio e Direção  O Carlos da oficina Lucky  Car percebeu que para um carro novo, a suspensão dianteira esquerda estava batendo muito e para descobrir o que estava acontecendo, retornou para a oficina e foi direto para abrir o capô do carro. Notou que o batente estava com uma altura diferente em relação ao do lado direito. Ele achou o motivo da suspensão estar fazendo barulho.  Este foi o defeito mais grave que o carro apresentou, fora isso, a suspensão é bem confortável, independente na dianteira, MacPherson e mola helicoidal. Na traseira utiliza um eixo de torção e mola helicoidal. Para o Gustavo da oficina Stock Car, a manutenção é facilitada pelo acesso rápido aos amortecedores e molas dianteiras e traseiras, não tem segredo, só tem que ter as peças para comprar.   	 	 O sistema de freios é bem eficiente com discos nas quatro rodas e um detalhe chamou a atenção dos mecânicos ao perceber que as pinças de freio são pintadas de vermelho, é provável que a ideia seja para dar um aspecto esportivo para o carro, só estética.  A manutenção não apresenta nenhuma dificuldade para a troca de pastilhas e discos de freios e estas peças mais comuns de desgaste, a rede de concessionários tem em estoque. Possui sistema ABS com EBD – evita o bloqueio das rodas e distribui eletronicamente a carga aplicada em cada roda, BOS – Brake Overide System – em situações em que os pedais do acelerador e do freio são acionados simultaneamente, o motor tem sua potencia reduzida, HSA – Hill System Assist – em rampas o carro para sem descer. BA – Brake Assist/ BAS – Brake Assist System – aumenta a pressão hidráulica em emergências melhorando a eficiência do ABS. O sistema de direção é elétrico e torna a condução muito suave, praticamente sem esforço do motorista, principalmente durante as manobras de estacionamento. Na estrada pode passar uma sensação de falta de segurança pelo fato de não ter um peso nos movimentos do volante, mas é só questão de se acostumar com a direção elétrica.   ELÉTRICA, ELETRÔNICA E CONECTIVIDADE   O T40 usa chave para o acionamento da partida, ainda não tem o botão de partida e encontramos uma peça com uma marca bem conhecida, é o motor de partida Start/Stop da Bosch, pode até ter sido fabricado na China, mas já deixou o pessoal mais tranquilo ao ver uma marca de peça de mercado.   O alternador é de fácil acesso e para trocar a correia de acionamento, tem espaço suficiente por cima e também por baixo. A bateria é de 55Ah, 610CCA e tem o selo do INMETRO. Nas três oficinas verificamos que os scanners independente da marca fazem leituras nos carros da JAC Motors, é provável que não façam todos os sistemas mas já foi bom ver a marca no display dos equipamentos.  Na oficina do Darío, tivemos um pouco de trabalho para o scanner identificar o carro, mesmo utilizando o código do chassi gravado no para-brisas, na tela do equipamento aparecia com motor 1.5 flex e o ano de fabricação também estava diferente, 2013 e o T40 é de 2018/2019. Dedicamos algumas horas na tentativa de fazer leituras usando duas marcas diferentes de scanners, mas devido às divergências na identificação do carro pelo sistema, resolvemos ligar para o suporte do fabricante do scanner que nos informou que era preciso fazer atualização, provavelmente na versão mais nova as leituras serão mais confiáveis e por falta de tempo, não avançamos.   Ar-condicionado Nada como dar uma olhada no filtro de cabine e ficar impressionado com a sujeira que ficou retida por ele que, cumpriu muito bem a sua função. Para chegar no filtro foi preciso desmontar o porta-luvas e fazer a remoção. A montagem com filtro novo segue no processo inverso.  No compartimento do motor tem um detalhe que pode passar despercebido para quem não é especialista em ar-condicionado, mas o Darío conhece bem. O tubo de alta e baixa pressão se fundem em um só mas internamente estão separados. Esta estratégia é adotada para a economia de materiais e otimização de uso do espaço no compartimento do motor do carro.   O T40 oferece muitas opções eletrônicas e também nas conectividades, vamos à lista:  Equipado com uma central multimídia com uma tela touchscreen de 8 polegadas, disponibiliza diversos recursos de conectividade que agradam muito os ocupantes do carro. Além disso, o modelo traz os comandos de som no volante sofisticado que se apresenta como um dos elementos de maior refinamento deste modelo. No  volante também se encontra o comando do piloto automático e telefone. O JAC T40 apresenta uma inovação no segmento: a exclusiva JAC Connect Front Camera, capaz de registrar fotos e filmes (incluindo áudio) de todos os percursos feitos pelo veículo. O sistema trabalha em conjunto com o aplicativo JAC View, basta instalar no celular.  TPMS – Tire Pressure Monitoring System É um sistema muito interessante que monitora constante a pressão dos pneus e também a temperatura de cada um deles. Isso ajuda até na identificação de algum problema que esteja causando a elevação da temperatura de um pneu. Por exemplo se uma roda estiver desalinhada ou com problemas na pinça de freios, a temperatura será mais elevada. O sistema integral de monitoramento da pressão dos pneus informa o motorista sobre a condição dos pneus em tempo real e ajuda a reduzir os acidentes de   trânsito causados por falhas nos pneus, aumentando a segurança na direção.  A manutenção dos pneus melhora a vida útil e garante a segurança do motorista, passageiros e outros usuários da estrada.   •	Chave com destravamento remoto das portas e do porta-malas; •	Travas elétricas; •	Imobilizador do motor; •	Alarme antifurto; •	Travamento automático das portas a 15 km/h; •	Freios ABS com EBD; •	BOS – Brake Overide System; •	ESP – Eletronic Stability Program; •	TCS – Traction Control System; •	HSA – Hill System Assist; •	BA – Brake Assist/ BAS – Brake Assist System; •	TPMS – Tire Pressure Monitoring System; •	Sensor de estacionamento; •	Luzes diurnas de LED; •	Retrovisor interno antiofuscante; •	Função GSI (Indicador de troca de marchas); •	Piloto Automático; •	Lâmpadas Halógenas; •	Função “Follow me Home”; •	Abertura interna da tampa do tanque de combustível; •	Brake light; •	Espelhos retrovisores elétricos; •	Desembaçador traseiro; •	Faróis com regulagem elétrica de altura; •	Faróis com acendimento automático; •	Faróis de neblina (dianteira); •	Lanternas de neblina (traseira); •	Limpador traseiro; •	Sensor Crepuscular; •	Luzes de conversão estática; •	Sistema Start Stop (versão automática); •	Bancos em couro (versão automática); •	Banco do motorista com ajuste de altura; •	Airbag duplo frontal; •	Ar-condicionado analógico; •	Vidros elétricos; •	Kit multimídia com tela de 8 polegadas; •	JAC Connect Front Camera; •	Câmera de ré; •	4 alto falantes e 2 tweeters; •	Entrada USB; •	Entrada AUX; •	Bluetooth.    INFORMAÇÕES TÉCNICAS  Por ser um carro novo no mercado é natural que as informações sejam mais restritas, como estava a caminho de uma das oficinas na zona oeste de São Paulo, aproveitei para conversar com a equipe de peças e manutenção da concessionária JAC Motors da Lapa. Disseram que é comum os mecânicos pedirem informações sobre os carros da marca e na medida do possível, as informações são passadas. Pesquisando na internet é possível encontra algumas informações, mas do modelo T40 que é bem recente também é mais difícil. Pensando na manutenção básica deste carro, para o Gustavo da oficina Stock Car, não tem dificuldades para executar os serviços, como o carro é novo, não precisam ficar preocupados com falhas na injeção eletrônica ou outro sistema. Para o Darío e para o Carlos, é a oportunidade para as empresas de equipamentos, suporte e informações técnicas, que terão que providenciar e atualizar os scanners para os mecânicos trabalharem, se for possível contar com o apoio da JAC Motors, será mais fácil fazer os reparos nesses carros.      PEÇAS DE REPOSIÇÃO   Por enquanto será necessário contar com a rede de concessionários da marca para a aquisição de peças, isso é comum para qualquer carro novo que entra no mercado.  Produtos  como óleo lubrificante, é possível pesquisar e encontrar com a mesma especificação que está no manual do carro e aplicar sem problema algum. Os preços destas peças de uso frequente como filtros, pastilhas e discos de freios são bastante acessíveis nas concessionárias, tranquilizam os donos destes carros e facilitam o trabalho dos mecânicos a venderem bem a sua mão de obra de serviço.  RECOMENDAÇÃO   Na avaliação das três oficinas que passamos, todo carro novo merece uma atenção melhor para evitar que o carro fique na oficina ocupando espaço por muito tempo por causa da falta de peça ou informação técnica. O ideal é fazer o diagnóstico do defeito do carro e antes de passar um orçamento para o cliente, verificar se tem peças no mercado e quanto tempo demora para a chegada dessas peças. Uma conversa transparente com o cliente ajuda muito para que ele entenda que o problema não está no mecânico ou na oficina, mas na dificuldade na aquisição de peças para um carro novo e importado da China       Dados técnicos do motor, mecânica e medidas  •	Freios dianteiros a disco ventilado; •	Freios traseiros a disco sólido; •	Caliper vermelho dianteiro e traseiro; •	Rodas em liga leve aro 16”; •	Pneus 205/55/R16; •	Barras de proteção lateral nas portas; •	Largura: 1750mm; •	Altura: 1568mm; •	Comprimento: 4135mm; •	Entre-eixos: 2490mm; •	Peso em ordem de marcha: 1155kg; •	Porta malas: 450l; •	Tanque de combustível: 42l; •	Sistema Isofix de fixação de cadeirinha infantil; •	Rack de teto; •	Volante revestido em couro.   Motor Posição	transversal Cilindros	4 em linha Comando de válvulas	duplo no cabeçote Válvulas por cilindro	4, variação de tempo Diâmetro e curso	75 x 90 mm Cilindrada	1.590 cm³ Taxa de compressão	10,5:1 Alimentação	injeção multiponto sequencial Potência máxima	138 cv a 6.000 rpm Torque máximo	17,1 m.kgf a 4.000 rpm Transmissão Tipo de caixa e marchas	CVT de 6 marchas Tração	dianteira  	 	 	 Direção Sistema	pinhão e cremalheira Assistência	elétrica  Suspensão Dianteira	independente, McPherson, mola helicoidal Traseira	eixo de torção, mola helicoidal

A origem de um carro pesa muito positivamente e também negativamente e quando chegamos às oficinas com um carro com o logotipo Jac, que é de origem chinesa, cria-se uma associação de produto de baixa qualidade devido ao mercado que foi invadido por produtos baratos sem a qualidade adequada.

Isso atinge o carro e por mais que aparente ser um carro bonito, ainda fica aquela dúvida por causa da origem. Superada esta primeira impressão, abrimos o capô e as reações começam melhorar pela facilidade de acesso aos componentes do motor e transmissão.

O comportamento muda mais ainda quando nossos convidados entraram no carro e observaram os detalhes de acabamento e tecnologia que o T40 oferece e os elogios começam a surgir.

O Carlos já aproveitou que tinha que buscar a esposa e foi de carro novo até a sua casa. Quando chegou comentou sobre a posição do volante que estava em uma posição muito baixa, olhando com mais atenção, descobrimos onde estava a trava de ajuste, a posição foi corrigida e ficou melhor para dirigir.

Na opinião do Carlos o carro tem bom acabamento, é bonito por dentro, tem recursos eletrônicos mas um barulho na suspensão chamou a atenção que logo mais vamos mostrar.

Para o Darío, que utilizou as ruas próximas de sua oficina, percebeu que o carro tem uma saída lenta e quando parou em uma subida mais forte, teve que acelerar bastante para o carro começar a se mover. Mesmo com um motor 1.6 o carro demora para responder, para ele o carro surpreendeu pelo acabamento nos bancos, no painel e também os recursos tecnológicos oferecidos neste modelo.

A altura do carro em relação ao solo permite que os ocupantes fiquem em uma posição mais elevada, melhorando a visão ao dirigir e ao descer do carro, facilitada pela altura que permite sair em pé, diferente dos carros mais baixos que os ocupantes saem agachados, essa é uma vantagem deste tipo de veículo e pelo sorriso do Darío, ele gostou.

Quando entramos na oficina, o farol ligou automaticamente porque o seletor estava na posição auto, quando parou, a roda ficou levemente virada para o lado esquerdo e o farol auxiliar direito apagou. Isso não é um defeito ou uma lâmpada que queimou, é apenas uma estratégia que auxilia o motorista quando realiza manobras ou curvas. Já houve casos em que o cliente e até mecânicos pensaram que a lâmpada estava queimada, fiquem atentos a essas novas tecnologias.

Agora é a vez do Gustavo dar um passeio palas ruas do bairro Pirituba com a SUV T40, para ele o carro se comportou bem e não comentou sobre a saída lenta mesmo em subida pois ele tem um carro automático e sabe que não dá para sair cantando pneus. Gostou do acabamento interno, do conforto dos bancos, boa visibilidade e é um carro bom para dirigir mesmo em ruas que não oferecem boas condições.

É o modelo de carro de família que não é muito grande como as primeiras SUVs, comporta até cinco pessoas e dá para usar na cidade e na estrada com tranquilidade e conforto.

AO VOLANTE

TRANSMISSÃO A transmissão CVT é a primeira transmissão continuamente variável  desenvolvida independentemente na China, quebrou o monopólio dos gigantes multinacionais no setor de transmissão automática. Comparada com a AT tradicional, a tecnologia completamente avançada desfruta de vantagens incomparáveis no conforto de dirigir e na eficiência de combustível. Devido a condição suave durante a operação do CVT, o carro pode garantir suavidade e conforto em qualquer condição de condução.   Acionando a alavanca do câmbio para a lateral, é possível ativar o modo esporte e fazer as trocas das 6 marchas manualmente, para frente aumenta e para trás diminui as marchas.  Neste modo a economia de combustível fica comprometida mas a dirigibilidade melhora bastante e o motor responde mais rapidamente.  Nosso time de reparadores, durante a avaliação, foram descobrindo como fazer a manutenção do câmbio, achamos um filtro de óleo que deve ser trocado conforme o plano de manutenção, a cada 60.000 Km, o acesso pode ser feito por baixo ou por cima. Outro item interessante que o Carlos verificou foi a existência de um radiador de óleo do câmbio que pode ser visto através da grade do radiador.  O óleo recomendado é: CVTF, Esso EZL 799(A) ou Idemistu CVT – EX1 (CVT)   Suspensão, Freio e Direção  O Carlos da oficina Lucky  Car percebeu que para um carro novo, a suspensão dianteira esquerda estava batendo muito e para descobrir o que estava acontecendo, retornou para a oficina e foi direto para abrir o capô do carro. Notou que o batente estava com uma altura diferente em relação ao do lado direito. Ele achou o motivo da suspensão estar fazendo barulho.  Este foi o defeito mais grave que o carro apresentou, fora isso, a suspensão é bem confortável, independente na dianteira, MacPherson e mola helicoidal. Na traseira utiliza um eixo de torção e mola helicoidal. Para o Gustavo da oficina Stock Car, a manutenção é facilitada pelo acesso rápido aos amortecedores e molas dianteiras e traseiras, não tem segredo, só tem que ter as peças para comprar.   	 	 O sistema de freios é bem eficiente com discos nas quatro rodas e um detalhe chamou a atenção dos mecânicos ao perceber que as pinças de freio são pintadas de vermelho, é provável que a ideia seja para dar um aspecto esportivo para o carro, só estética.  A manutenção não apresenta nenhuma dificuldade para a troca de pastilhas e discos de freios e estas peças mais comuns de desgaste, a rede de concessionários tem em estoque. Possui sistema ABS com EBD – evita o bloqueio das rodas e distribui eletronicamente a carga aplicada em cada roda, BOS – Brake Overide System – em situações em que os pedais do acelerador e do freio são acionados simultaneamente, o motor tem sua potencia reduzida, HSA – Hill System Assist – em rampas o carro para sem descer. BA – Brake Assist/ BAS – Brake Assist System – aumenta a pressão hidráulica em emergências melhorando a eficiência do ABS. O sistema de direção é elétrico e torna a condução muito suave, praticamente sem esforço do motorista, principalmente durante as manobras de estacionamento. Na estrada pode passar uma sensação de falta de segurança pelo fato de não ter um peso nos movimentos do volante, mas é só questão de se acostumar com a direção elétrica.   ELÉTRICA, ELETRÔNICA E CONECTIVIDADE   O T40 usa chave para o acionamento da partida, ainda não tem o botão de partida e encontramos uma peça com uma marca bem conhecida, é o motor de partida Start/Stop da Bosch, pode até ter sido fabricado na China, mas já deixou o pessoal mais tranquilo ao ver uma marca de peça de mercado.   O alternador é de fácil acesso e para trocar a correia de acionamento, tem espaço suficiente por cima e também por baixo. A bateria é de 55Ah, 610CCA e tem o selo do INMETRO. Nas três oficinas verificamos que os scanners independente da marca fazem leituras nos carros da JAC Motors, é provável que não façam todos os sistemas mas já foi bom ver a marca no display dos equipamentos.  Na oficina do Darío, tivemos um pouco de trabalho para o scanner identificar o carro, mesmo utilizando o código do chassi gravado no para-brisas, na tela do equipamento aparecia com motor 1.5 flex e o ano de fabricação também estava diferente, 2013 e o T40 é de 2018/2019. Dedicamos algumas horas na tentativa de fazer leituras usando duas marcas diferentes de scanners, mas devido às divergências na identificação do carro pelo sistema, resolvemos ligar para o suporte do fabricante do scanner que nos informou que era preciso fazer atualização, provavelmente na versão mais nova as leituras serão mais confiáveis e por falta de tempo, não avançamos.   Ar-condicionado Nada como dar uma olhada no filtro de cabine e ficar impressionado com a sujeira que ficou retida por ele que, cumpriu muito bem a sua função. Para chegar no filtro foi preciso desmontar o porta-luvas e fazer a remoção. A montagem com filtro novo segue no processo inverso.  No compartimento do motor tem um detalhe que pode passar despercebido para quem não é especialista em ar-condicionado, mas o Darío conhece bem. O tubo de alta e baixa pressão se fundem em um só mas internamente estão separados. Esta estratégia é adotada para a economia de materiais e otimização de uso do espaço no compartimento do motor do carro.   O T40 oferece muitas opções eletrônicas e também nas conectividades, vamos à lista:  Equipado com uma central multimídia com uma tela touchscreen de 8 polegadas, disponibiliza diversos recursos de conectividade que agradam muito os ocupantes do carro. Além disso, o modelo traz os comandos de som no volante sofisticado que se apresenta como um dos elementos de maior refinamento deste modelo. No  volante também se encontra o comando do piloto automático e telefone. O JAC T40 apresenta uma inovação no segmento: a exclusiva JAC Connect Front Camera, capaz de registrar fotos e filmes (incluindo áudio) de todos os percursos feitos pelo veículo. O sistema trabalha em conjunto com o aplicativo JAC View, basta instalar no celular.  TPMS – Tire Pressure Monitoring System É um sistema muito interessante que monitora constante a pressão dos pneus e também a temperatura de cada um deles. Isso ajuda até na identificação de algum problema que esteja causando a elevação da temperatura de um pneu. Por exemplo se uma roda estiver desalinhada ou com problemas na pinça de freios, a temperatura será mais elevada. O sistema integral de monitoramento da pressão dos pneus informa o motorista sobre a condição dos pneus em tempo real e ajuda a reduzir os acidentes de   trânsito causados por falhas nos pneus, aumentando a segurança na direção.  A manutenção dos pneus melhora a vida útil e garante a segurança do motorista, passageiros e outros usuários da estrada.   •	Chave com destravamento remoto das portas e do porta-malas; •	Travas elétricas; •	Imobilizador do motor; •	Alarme antifurto; •	Travamento automático das portas a 15 km/h; •	Freios ABS com EBD; •	BOS – Brake Overide System; •	ESP – Eletronic Stability Program; •	TCS – Traction Control System; •	HSA – Hill System Assist; •	BA – Brake Assist/ BAS – Brake Assist System; •	TPMS – Tire Pressure Monitoring System; •	Sensor de estacionamento; •	Luzes diurnas de LED; •	Retrovisor interno antiofuscante; •	Função GSI (Indicador de troca de marchas); •	Piloto Automático; •	Lâmpadas Halógenas; •	Função “Follow me Home”; •	Abertura interna da tampa do tanque de combustível; •	Brake light; •	Espelhos retrovisores elétricos; •	Desembaçador traseiro; •	Faróis com regulagem elétrica de altura; •	Faróis com acendimento automático; •	Faróis de neblina (dianteira); •	Lanternas de neblina (traseira); •	Limpador traseiro; •	Sensor Crepuscular; •	Luzes de conversão estática; •	Sistema Start Stop (versão automática); •	Bancos em couro (versão automática); •	Banco do motorista com ajuste de altura; •	Airbag duplo frontal; •	Ar-condicionado analógico; •	Vidros elétricos; •	Kit multimídia com tela de 8 polegadas; •	JAC Connect Front Camera; •	Câmera de ré; •	4 alto falantes e 2 tweeters; •	Entrada USB; •	Entrada AUX; •	Bluetooth.    INFORMAÇÕES TÉCNICAS  Por ser um carro novo no mercado é natural que as informações sejam mais restritas, como estava a caminho de uma das oficinas na zona oeste de São Paulo, aproveitei para conversar com a equipe de peças e manutenção da concessionária JAC Motors da Lapa. Disseram que é comum os mecânicos pedirem informações sobre os carros da marca e na medida do possível, as informações são passadas. Pesquisando na internet é possível encontra algumas informações, mas do modelo T40 que é bem recente também é mais difícil. Pensando na manutenção básica deste carro, para o Gustavo da oficina Stock Car, não tem dificuldades para executar os serviços, como o carro é novo, não precisam ficar preocupados com falhas na injeção eletrônica ou outro sistema. Para o Darío e para o Carlos, é a oportunidade para as empresas de equipamentos, suporte e informações técnicas, que terão que providenciar e atualizar os scanners para os mecânicos trabalharem, se for possível contar com o apoio da JAC Motors, será mais fácil fazer os reparos nesses carros.      PEÇAS DE REPOSIÇÃO   Por enquanto será necessário contar com a rede de concessionários da marca para a aquisição de peças, isso é comum para qualquer carro novo que entra no mercado.  Produtos  como óleo lubrificante, é possível pesquisar e encontrar com a mesma especificação que está no manual do carro e aplicar sem problema algum. Os preços destas peças de uso frequente como filtros, pastilhas e discos de freios são bastante acessíveis nas concessionárias, tranquilizam os donos destes carros e facilitam o trabalho dos mecânicos a venderem bem a sua mão de obra de serviço.  RECOMENDAÇÃO   Na avaliação das três oficinas que passamos, todo carro novo merece uma atenção melhor para evitar que o carro fique na oficina ocupando espaço por muito tempo por causa da falta de peça ou informação técnica. O ideal é fazer o diagnóstico do defeito do carro e antes de passar um orçamento para o cliente, verificar se tem peças no mercado e quanto tempo demora para a chegada dessas peças. Uma conversa transparente com o cliente ajuda muito para que ele entenda que o problema não está no mecânico ou na oficina, mas na dificuldade na aquisição de peças para um carro novo e importado da China       Dados técnicos do motor, mecânica e medidas  •	Freios dianteiros a disco ventilado; •	Freios traseiros a disco sólido; •	Caliper vermelho dianteiro e traseiro; •	Rodas em liga leve aro 16”; •	Pneus 205/55/R16; •	Barras de proteção lateral nas portas; •	Largura: 1750mm; •	Altura: 1568mm; •	Comprimento: 4135mm; •	Entre-eixos: 2490mm; •	Peso em ordem de marcha: 1155kg; •	Porta malas: 450l; •	Tanque de combustível: 42l; •	Sistema Isofix de fixação de cadeirinha infantil; •	Rack de teto; •	Volante revestido em couro.   Motor Posição	transversal Cilindros	4 em linha Comando de válvulas	duplo no cabeçote Válvulas por cilindro	4, variação de tempo Diâmetro e curso	75 x 90 mm Cilindrada	1.590 cm³ Taxa de compressão	10,5:1 Alimentação	injeção multiponto sequencial Potência máxima	138 cv a 6.000 rpm Torque máximo	17,1 m.kgf a 4.000 rpm Transmissão Tipo de caixa e marchas	CVT de 6 marchas Tração	dianteira  	 	 	 Direção Sistema	pinhão e cremalheira Assistência	elétrica  Suspensão Dianteira	independente, McPherson, mola helicoidal Traseira	eixo de torção, mola helicoidal

Rompendo as ideias pré-definidas sobre um carro que uma pessoa ainda não conhece, o T40 causou boa aceitação quando nossos convidados puderam dirigir pelas ruas de São Paulo, claro que as opiniões foram complementadas com alguns detalhes como o Carlos que falou sobre o câmbio CVT que parece não ajudar muito nas saídas, mas compensa pelo conjunto motor e câmbio depois que já está em movimento. Para conhecer um carro realmente é preciso andar com ele por algum tempo e explorar tudo o que ele oferece, para o Carlos o carro é bem equipado e vai atender às expectativas dos futuros proprietários.

Para o Darío, o carro passa boa segurança e dirigindo em ambiente urbano, o carro não vai deixar o motorista cansado devido ao câmbio CVT, a direção elétrica que é muito leve, com ar-condicionado e dirigindo com todo conforto, passa a ser um prazer, é o sentimento que o nosso reparador percebeu ao volante do T40.

Como o Gustavo já está habituado a dirigir carro automático, pilotar o T40 foi tranquilo, é um carro voltado para o conforto e economia, oferecendo ainda um bom acabamento interno que completa o conjunto. É um carro versátil e pode ser utilizado tanto na cidade como para viagens com a família, desfrutando de todo conforto e tecnologia que este modelo dispõe. É um carro bem legal.

MOTOR

Nesta versão equipada com transmissão CVT de 6 velocidades, o motor é o 1.6 DVVT 16V, de 138 cv de potência a 6.000 rpm, e torque máximo de 17,1 kgf.m.

Com a tecnologia DVVT, ele controla com precisão as fases de abertura e fechamento das válvulas de admissão e escape, melhora o desempenho da potência e reduz o consumo de combustível.

Um detalhe importante que os reparadores observaram é que este motor não usa correia dentada, ele tem corrente, o que contribui com a redução do custo de manutenção.

Este mecanismo de válvulas é controlado pelo módulo da injeção eletrônica.

Na avaliação dos nossos reparadores, este carro tem um motor amigável, ou seja, é de fácil acesso a todos os periféricos e componentes de manutenção mais comuns como velas e bobinas de ignição que ficam com acesso direto e muito prático.

O filtro de ar também fica em local adequado para a manutenção, precisando apenas de uma chave de 10mm para remover só três parafusos. O detalhe do compartimento do filtro é que possui aletas que direcionam o ar facilitando a distribuição.

A troca do óleo do motor tem acesso facilitado por baixo e é preciso um pouco de cuidado porque o cárter é de alumínio.

O filtro fica bem visível e para remover tem bastante espaço.

O óleo recomendado é o 5W30 ou 15W40.

Durante a avaliação com os reparadores, o carro foi utilizado apenas nas ruas da cidade e monitorando o painel sobre o consumo de combustível, apareceu um número que não agradou muito, 7,6 Km/L.

Oferecendo garantia de 6 anos sem limite de quilometragem, com a condição que todas as revisões sejam realizadas na rede de concessionários da marca, os preços das revisões são pré-fixados.

Avaliação do Reparador

TRANSMISSÃO

A transmissão CVT é a primeira transmissão continuamente variável desenvolvida independentemente na China, quebrou o monopólio dos gigantes multinacionais no setor de transmissão automática. Comparada com a AT tradicional, a tecnologia completamente avançada desfruta de vantagens incomparáveis ​​no conforto de dirigir e na eficiência de combustível. Devido a condição suave durante a operação do CVT, o carro pode garantir suavidade e conforto em qualquer condição de condução.

Acionando a alavanca do câmbio para a lateral, é possível ativar o modo esporte e fazer as trocas das 6 marchas manualmente, para frente aumenta e para trás diminui as marchas.

Neste modo a economia de combustível fica comprometida mas a dirigibilidade melhora bastante e o motor responde mais rapidamente.

Nosso time de reparadores, durante a avaliação, foram descobrindo como fazer a manutenção do câmbio, achamos um filtro de óleo que deve ser trocado conforme o plano de manutenção, a cada 60.000 Km, o acesso pode ser feito por baixo ou por cima. Outro item interessante que o Carlos verificou foi a existência de um radiador de óleo do câmbio que pode ser visto através da grade do radiador.

O óleo recomendado é: CVTF, Esso EZL 799(A) ou Idemistu CVT – EX1 (CVT)

SUSPENSÃO, FREIO E DIREÇÃO

O Carlos da oficina Lucky Car percebeu que para um carro novo, a suspensão dianteira esquerda estava batendo muito e para descobrir o que estava acontecendo, retornou para a oficina e foi direto para abrir o capô do carro. Notou que o batente estava com uma altura diferente em relação ao do lado direito. Ele achou o motivo da suspensão estar fazendo barulho.

Este foi o defeito mais grave que o carro apresentou, fora isso, a suspensão é bem confortável, independente na dianteira, MacPherson e mola helicoidal.

Na traseira utiliza um eixo de torção e mola helicoidal.

Para o Gustavo da oficina Stock Car, a manutenção é facilitada pelo acesso rápido aos amortecedores e molas dianteiras e traseiras, não tem segredo, só tem que ter as peças para comprar.

O sistema de freios é bem eficiente com discos nas quatro rodas e um detalhe chamou a atenção dos mecânicos ao perceber que as pinças de freio são pintadas de vermelho, é provável que a ideia seja para dar um aspecto esportivo para o carro, só estética.

A manutenção não apresenta nenhuma dificuldade para a troca de pastilhas e discos de freios e estas peças mais comuns de desgaste, a rede de concessionários tem em estoque.

Possui sistema ABS com EBD – evita o bloqueio das rodas e distribui eletronicamente a carga aplicada em cada roda,

BOS – Brake Overide System – em situações em que os pedais do acelerador e do freio são acionados simultaneamente, o motor tem sua potencia reduzida,

HSA – Hill System Assist – em rampas o carro para sem descer.

BA – Brake Assist/ BAS – Brake Assist System – aumenta a pressão hidráulica em emergências melhorando a eficiência do ABS.

O sistema de direção é elétrico e torna a condução muito suave, praticamente sem esforço do motorista, principalmente durante as manobras de estacionamento.

Na estrada pode passar uma sensação de falta de segurança pelo fato de não ter um peso nos movimentos do volante, mas é só questão de se acostumar com a direção elétrica.

ELÉTRICA, ELETRÔNICA E CONECTIVIDADE

O T40 usa chave para o acionamento da partida, ainda não tem o botão de partida e encontramos uma peça com uma marca bem conhecida, é o motor de partida Start/Stop da Bosch, pode até ter sido fabricado na China, mas já deixou o pessoal mais tranquilo ao ver uma marca de peça de mercado.

O alternador é de fácil acesso e para trocar a correia de acionamento, tem espaço suficiente por cima e também por baixo. A bateria é de 55Ah, 610CCA e tem o selo do INMETRO.

Nas três oficinas verificamos que os scanners independente da marca fazem leituras nos carros da JAC Motors, é provável que não façam todos os sistemas mas já foi bom ver a marca no display dos equipamentos.

Na oficina do Darío, tivemos um pouco de trabalho para o scanner identificar o carro, mesmo utilizando o código do chassi gravado no para-brisas, na tela do equipamento aparecia com motor 1.5 flex e o ano de fabricação também estava diferente, 2013 e o T40 é de 2018/2019. Dedicamos algumas horas na tentativa de fazer leituras usando duas marcas diferentes de scanners, mas devido às divergências na identificação do carro pelo sistema, resolvemos ligar para o suporte do fabricante do scanner que nos informou que era preciso fazer atualização, provavelmente na versão mais nova as leituras serão mais confiáveis e por falta de tempo, não avançamos.

AR-CONDICIONADO

Nada como dar uma olhada no filtro de cabine e ficar impressionado com a sujeira que ficou retida por ele que, cumpriu muito bem a sua função. Para chegar no filtro foi preciso desmontar o porta-luvas e fazer a remoção. A montagem com filtro novo segue no processo inverso.

No compartimento do motor tem um detalhe que pode passar despercebido para quem não é especialista em ar-condicionado, mas o Darío conhece bem.

O tubo de alta e baixa pressão se fundem em um só mas internamente estão separados. Esta estratégia é adotada para a economia de materiais e otimização de uso do espaço no compartimento do motor do carro.

O T40 oferece muitas opções eletrônicas e também nas conectividades, vamos à lista:

Equipado com uma central multimídia com uma tela touchscreen de 8 polegadas, disponibiliza diversos recursos de conectividade que agradam muito os ocupantes do carro.

Além disso, o modelo traz os comandos de som no volante sofisticado que se apresenta como um dos elementos de maior refinamento deste modelo. No volante também se encontra o comando do piloto automático e telefone.

O JAC T40 apresenta uma inovação no segmento: a exclusiva JAC Connect Front Camera, capaz de registrar fotos e filmes (incluindo áudio) de todos os percursos feitos pelo veículo. O sistema trabalha em conjunto com o aplicativo JAC View, basta instalar no celular.

TPMS – Tire Pressure Monitoring System

É um sistema muito interessante que monitora constante a pressão dos pneus e também a temperatura de cada um deles. Isso ajuda até na identificação de algum problema que esteja causando a elevação da temperatura de um pneu. Por exemplo se uma roda estiver desalinhada ou com problemas na pinça de freios, a temperatura será mais elevada.

O sistema integral de monitoramento da pressão dos pneus informa o motorista sobre a condição dos pneus em tempo real e ajuda a reduzir os acidentes de trânsito causados ​​por falhas nos pneus, aumentando a segurança na direção.
A manutenção dos pneus melhora a vida útil e garante a segurança do motorista, passageiros e outros usuários da estrada.

Avaliação do reparador

INFORMAÇÕES TÉCNICAS 
Por ser um carro novo no mercado é natural que as informações sejam mais restritas, como estava a caminho de uma das oficinas na zona oeste de São Paulo, aproveitei para conversar com a equipe de peças e manutenção da concessionária JAC Motors da Lapa. Disseram que é comum os mecânicos pedirem informações sobre os carros da marca e na medida do possível, as informações são passadas.
Pesquisando na internet é possível encontra algumas informações, mas do modelo T40 que é bem recente também é mais difícil.
Pensando na manutenção básica deste carro, para o Gustavo da oficina Stock Car, não tem dificuldades para executar os serviços, como o carro é novo, não precisam ficar preocupados com falhas na injeção eletrônica ou outro sistema.
Para o Darío e para o Carlos, é a oportunidade para as empresas de equipamentos, suporte e informações técnicas, que terão que providenciar e atualizar os scanners para os mecânicos trabalharem, se for possível contar com o apoio da JAC Motors, será mais fácil fazer os reparos nesses carros.

PEÇAS DE REPOSIÇÃO 

Por enquanto será necessário contar com a rede de concessionários da marca para a aquisição de peças, isso é comum para qualquer carro novo que entra no mercado. 
Produtos  como óleo lubrificante, é possível pesquisar e encontrar com a mesma especificação que está no manual do carro e aplicar sem problema algum.
Os preços destas peças de uso frequente como filtros, pastilhas e discos de freios são bastante acessíveis nas concessionárias, tranquilizam os donos destes carros e facilitam o trabalho dos mecânicos a venderem bem a sua mão de obra de serviço.

RECOMENDAÇÃO 

Na avaliação das três oficinas que passamos, todo carro novo merece uma atenção melhor para evitar que o carro fique na oficina ocupando espaço por muito tempo por causa da falta de peça ou informação técnica.

O ideal é fazer o diagnóstico do defeito do carro e antes de passar um orçamento para o cliente, verificar se tem peças no mercado e quanto tempo demora para a chegada dessas peças.

Uma conversa transparente com o cliente ajuda muito para que ele entenda que o problema não está no mecânico ou na oficina, mas na dificuldade na aquisição de peças para um carro novo e importado da China.

Comentários