Administrar uma oficina é fácil e dá lucro - Fábio Moraes

Administrar uma oficina é simples e dá lucro – “Transformando serviços em dinheiro”

"Transparência e confiança é tudo o que o cliente precisa e espera"

Nos blogs anteriores falamos sobre como distribuir melhor os serviços na oficina. Hoje queremos mostrar como transformar estes serviços em dinheiro, mas sem muita complicação. Para conseguirmos chegar neste estágio vai ser necessário verificarmos como estão funcionando algumas rotinas em nossa oficina.

01 – Rotina de atendimento ao cliente: sua oficina trata o cliente fazendo com que ele se sinta importante? Que ele sinta que está num lugar onde pode confiar, principalmente pela forma que é realizado o primeiro contato? Transparência e confiança é tudo o que o cliente precisa e espera. Trabalhe isso em você que é dono e em seus funcionários para que eles possam atender com a mesma qualidade que você.

02 – Rotina de avaliação do serviço: escutar o que o cliente quer, fazer uma boa interpretação e uma análise precisa do problema é fundamental. Todos sabemos disso, mas infelizmente no dia a dia percebemos que esta rotina não é feita com regularidade. Alguns clientes são atendidos com esta precisão e outros não. Vai do humor seu ou do funcionário e não pode ser assim, a avaliação do serviço tem que ser sempre ótima.

03 – Rotina do orçamento bem feito: oriente os funcionários que recebem o cliente a não terem pressa para fazer o orçamento (se for você siga a mesma orientação). Sabemos que fazer um orçamento numa oficina mecânica é muito diferente de um orçamento de uma oficina de funilaria e pintura, mas nos dois casos quanto menos complementos tiverem melhor (para sua oficina e para o cliente). Detalhe o máximo que puder no corpo do orçamento e converse com o cliente sobre a possibilidade de aproveitar que o carro está na oficina e ofereça outros serviços como limpeza do ar condicionado, troca de palhetas, regulagem dos faróis, troca do filtro de ar, troca do filtro de combustível, entre vários outros, mas lembre-se de oferecer estes serviços adicionais somente depois que o cliente autorizou o orçamento inicial (o que você fez para atender à solicitação de quando o carro entrou na oficina).

04 – Rotina de metas: sua oficina precisa ter uma meta de vendas diária, ou seja, todos os dias a oficina precisa vender um determinado valor que possibilite ela pagar as contas. Para chegar neste valor de venda por dia precisaremos encontrar o custo fixo e o custo variável da oficina, mas este é um assunto que veremos mais para frente no processo de aprendizado de gestão que estamos trabalhando neste blog. Independentemente de qualquer situação levante todas as suas despesas (tudo o que sua oficina paga por mês e não esqueça de acrescentar seu pró-labore nestas despesas). Quando obtiver este valor faça uma divisão por 22 (que são a quantidade de dias úteis em média no mês) e multiplique por 20%

Exemplo:

Despesas totais da oficina: R$ 30.000,00

Média de dias úteis: 22

Dividindo R$ 30.000,00 por 22: R$ 1.363,64

Multiplicando por 20%: R$ 272,73

Somando os dois: R$ 1.363,64 + R$ 272,73

  • R$ 1.636,37 (este é o valor da meta diária que sua oficina precisa vender para pagar as contas e sobrar para investimentos e outras ações). Lembre-se que este é o valor que deve ser vendido pela oficina todos os dias.

Guardem este número para o próximo blog que usaremos ele como ponto de partida para seguirmos com nosso trabalho.

comentários
Avaliar:

Comentários